Vale mesmo a pena ter um plano de saúde?

Por Equipe todosBem | 11 de April de 2018

A precariedade da saúde pública é um fato conhecido pelos brasileiros. Isso faz com que muitos busquem alternativas particulares para um acesso à saúde de qualidade. Os planos de saúde são umas dessas alternativas e recentemente surgiram também os pacotes de saúde. Mas, será que vale a pena ter um plano de saúde? Confira a resposta e também mais informações no blog post de hoje.

A realidade do atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde)

Os postos de saúde, hospitais e clínicas do SUS vivem uma dura realidade: a demanda de atendimento é alta, mas faltam recursos, médicos, equipamentos e condições de atendimento para a população. Sendo assim, a qualidade do atendimento fica muito comprometida e o sistema torna-se ineficiente. Veja alguns números:

Esses são alguns dos motivos que fazem com que cerca de 30% da população brasileira opte por pagar um plano de saúde.

Vantagens e desvantagens de um plano de saúde

A realidade dos planos de saúde já é bem diferente da realidade do SUS. Apesar de existirem planos de saúde com menor qualidade e outros com maior estrutura e qualidade, a ANS (Agência Nacional de Saúde) regulamenta e fiscaliza as operadoras para que todas sigam as regras e atendam bem aos usuários dos planos.

Vantagens

Entre as principais vantagens de se ter um plano de saúde temos:

  • Facilidade para marcar consultas e exames: o plano de saúde possui uma rede de médicos e clínicas credenciadas para atender os usuários dos planos. Em geral, o procedimento de agendamento é bem simples. Basta ligar para uma das clínicas ou médicos conveniados e agendar o atendimento. No caso de exames, normalmente, basta comparecer a clínica com o pedido médico. Alguns exames precisam de autorização.
  • Tranquilidade e segurança : caso você precise de um atendimento urgente você sabe que pode procurar um hospital e será atendido. O mesmo vale para qualquer procedimento que o plano cubra.
  • Acompanhamento e prevenção: você pode ter um acompanhamento médico de qualidade e fazer os seus check-ups com regularidade e segurança;
  • Mais qualidade e infraestrutura: os planos possuem um atendimento, em geral, de mais qualidade e uma rede de atendimento eficiente e com boa infraestrutura;
  • Você não depende do SUS: com um plano de saúde você não precisa ficar na dependência de ser ou não atendido pela rede pública.

Desvantagens

  • Valores mensais altos: os altos valores dos planos de saúde são a principal desvantagem, Muitas vezes, é exatamente esse o fator que impede que as pessoas consigam ter acesso aos planos, principalmente, quando o plano é familiar e há muitos dependentes para incluir.
  • Prazos curtos e multas para casos de inadimplência: caso você tenha algum problema e fique inadimplente as operadoras dão um prazo curto para a resolução. Em geral, você tem até um mês para solucionar a questão. Além disso, as taxas e multas cobradas também são altas.

Opções para cuidar da saúde gastando pouco

Cerca de 70% da população brasileira não possui plano de saúde e a questão financeira é um dos principais motivos. Sendo assim, quem quer cuidar da saúde de maneira particular, mas gastando pouco precisa de novas opções.

Felizmente, existem os pacotes de saúde. Com eles você pode fazer um número pré-determinado de consultas e de exames por um valor fixo mensal. Os valores são bem mais baixos que os do plano de saúde e ainda é possível incluir dependentes. Quer conhecer opções de pacotes de saúde para começar a cuidar já de você e da sua família? A todosBem possui três excelentes opções que podem atender as mais diversas necessidades!

Deixe seu comentário

© todosBem - Clínica popular. Todos os direitos Reservados.

Topo